‧ Envio Grátis ‧ Receba em 4 dias úteis ‧ 30 Dias para Trocar ‧ 2 Anos de Garantia ‧

Especial Dia do Pai

Citemos, Sigmund Freud: “Não me lembro de nenhuma necessidade tão grande quanto a necessidade da protecção de um pai”.

Ora bem! Reconhece-se que o criador da psicanálise estava certo, porque, todos nós, de uma ou de outra forma já sentimos isso, motivo bastante para não necessitarmos de esperar pelo dia 19 de Março, Dia do Pai em Portugal, para agradecer ao nosso pai o amor, o carinho, a entrega e a dedicação que ele teve sempre para connosco, ou, para fortalecer os laços que nos une a um ser humano muito especial que nos deu a vida, independentemente da relação menos boa que possa existir entre ambos por algo que nos marcou no passado.

Assim, se, nessa data, estiver temporariamente ausente, procure contactar o seu pai e permita-se relembrar-lhe Mário Quintana, que dizia: “São três letras apenas as desse nome bendito, também o Céu tem três letras e nele cabe o amor infinito”.

A 19 de Março ofereça-lhe um livro, uma garrafa de vinho, uma rosa vermelha ou um amuleto como manda a tradição, pois, essa, é também uma forma de reconhecimento do papel importante que o seu pai teve e continua a ter na sua vida.

Se, porventura, nesse dia, ele não figurar entre os vivos, pense no que ele fez por si, porque, essa, é a melhor forma de honrar a sua memória.