‧ Envio Grátis ‧ Receba em 4 dias úteis ‧ 30 Dias para Trocar ‧ 2 Anos de Garantia ‧

Cor do buquê da noiva: entenda os significados

O buquê foi sempre um dos elementos mais marcantes que compõe o visual da noiva, mas, o buquê foi também sempre importante e decisivo para o futuro das suas amigas solteiras que aguardavam ansiosamente por um ritual que ainda hoje se mantém, como é o momento em que a noiva lhes lançava o buquê, que, segundo a tradição, determinava qual delas seria a próxima a casar.

Antigamente, o buquê era geralmente feito de ervas e com vários tipos de flores e as de laranjeira eram as mais escolhidas para quem pretendia ter muitos filhos, paz e alegria.

Hoje em dia, há diversos tipos e feitios de buquês, mas, se não for bem escolhido e com antecedência o buquê pode fragilizar a imagem da noiva, por isso, numa ocasião tão importante como é o casamento, é fundamental que antes de escolher a flor pelo seu formato ou beleza, a noiva se preocupe em conhecer o seu significado que, como sabemos, varia de acordo com o tipo, o estilo ou até mesmo o tamanho, ou seja, mais importante do que a escolha das flores que irão compor o arranjo do seu buquê, é a noiva saber que elas representam as expectativas do casal quanto ao seu futuro.

Nesse caso, cabe à noiva escolher as flores que mais se adaptam ao seu carácter ou às suas qualidades pessoais, até porque, para além de serem lindas, as flores, independentemente da sua espécie, têm o seu próprio simbolismo.

No entanto, é sabido que as flores mantêm uma relação especial com a superstição. Enquanto alguns historiadores gregos acreditavam que as flores protegiam as noivas contra o mau-olhado, para algumas civilizações egípcias as flores eram vistas como um sinal de fertilidade.

Hoje, regra geral, já se diz que cada flor, nomeadamente, pela sua cor, tem um significado especial, uma temática que vamos procurar dissecar de forma breve e clara.

Vamos ver! 

Há quem procure um buquê simples feito de uma só espécie de flor, mas, há também quem opte por um buquê mais original composto por diversos tipos de flores, como por exemplo, rosas, cravos, tulipas, orquídeas, girassóis, hortênsias entre outras, de cores branca, amarela e outros combinados como lilás, rosa, laranja, vermelho, azul entre outras, com o propósito de combinar as cores com o vestido, sapatos e côr da pele da noiva ou mesmo até com o tipo e estilo da cerimónia, de modo que, deixamos algumas informações que pesquisamos e que devem ser consideradas como meros exemplos:

A flor branca é, por excelência, a cor preferida da grande maioria das noivas, designadamente a rosa branca, apelidada de “flor nupcial” e que significa inocência, pureza, lealdade, sinceridade, amor, paixão; o lírio branco que representa a inocência, o matrimónio e a maternidade; a margarida, que foi assumindo ao longo dos tempos uma série de significados como bem-me-quer, malmequer, bonina ou margarita e que representa a infância, a pureza de corpo e espírito, a sensibilidade, a juventude, a virgindade, o afecto, a bondade, o amor e a paz, ou, a angélica, conhecida também por polianthes tuberosa, que simboliza a pureza, a harmonia e a união.

Em suma, independentemente dos muitos e diversificados formatos e tipos de flores, a nosso ver, é importantíssimo saber escolher a côr certa para cada contexto, isso porque, além do simbolismo que  carrega, o buquê é fundamental para a imagem exterior de uma mulher que certamente planeou tudo para que o seu casamento fosse perfeito!