‧ Envio Grátis ‧ Receba em 4 dias úteis ‧ 30 Dias para Trocar ‧ 2 Anos de Garantia ‧

As tradicionais "meninas das alianças"

De acordo com estudiosos gregos e egípcios, até meados do século XX, para além de ajudar nos preparativos do casamento, a mulher era o único elemento do casal que usava a aliança, porque esse, era o presente que o marido lhe oferecia como um sinal de confiança e uma forma de lhe declarar as suas boas intenções.

Na Europa, entre os séculos V e XV, segundo alguns historiadores, eram as damas de honra que levavam as alianças de casamento para se exibirem diante dos seus possíveis futuros esposos.

No momento presente, essa tarefa é mais comum em crianças entre três e seis anos.

No entanto, acontece que, com alguma raridade e, a nosso ver, legitimamente, alguns casais optam por escolher pessoas responsáveis e da sua confiança, que signifiquem muito para eles e que se sintam lisonjeadas e orgulhosas com o seu novo estatuto de “meninas das alianças”.

Na nossa opinião, um casal não toma seguramente uma decisão tão importante por acreditar que as crianças que levam as alianças numa pequena almofada ou cestinha não são, depois dos noivos, quem mais encanta os convidados durante a cerimónia, mas sim, para evitar que um momento especial e único que sela a união entre duas pessoas que se amam se transforme num problema.