‧ Envio Grátis ‧ Receba em 4 dias úteis ‧ 30 Dias para Trocar ‧ 2 Anos de Garantia ‧

Alianças em Tungsténio: História, características, vantagens e desvantagens

Como bem sabemos, são muitas as precauções e decisões que o casal tem de tomar para que a festa do seu casamento  seja um sucesso, e uma delas, a nosso ver, não deve ser deixada para muito próximo da data do evento: a compra das alianças.

Ao contrário do que muita gente pensa, as alianças não são um pequeno detalhe, não, apesar da sua pouca relevância do ponto de vista material, o seu significado é muito importante, motivo pelo qual aconselhamos a opção por um modelo que entronque na personalidade do casal, ou seja, devem ser o reflexo de tudo aquilo que o casal considera, admira, estima e respeita.

Hoje decidimos escrever sobre a aliança de tungstênio que, independentemente das muitas opções disponíveis no mercado, tem sido muito procurada, nomeadamente na nossa loja, e a ser cada vez mais uma aposta dos noivos, não apenas por ser confortável e dona de um estilo especial, peculiar, com um visual moderno, mas também pelo seu preço muito abaixo dos materiais convencionais, que varia de acordo com o seu design e espessura, por isso mesmo, acessível à maioria da população.

Como diziam e bem os nossos antepassados: “não chove dinheiro na horta”.

Quer saber mais sobre o tungstênio?

Então, prossiga com a leitura do texto e conheça um pouco da história, características, vantagens e desvantagens da aliança de tungstênio em relação às demais.

 

História

O tungsténio é um elemento químico, também conhecido como volfrâmio e, segundo vários historiadores, foi descoberto em 1758 na montanha de Erz na Alemanha pelo geólogo e químico Axel Fredrik Cronstedt, que o apelidou de tung sten que em sueco significa ‘pedra pesada’.

Depois de pouco mais de duas décadas, dois irmãos espanhóis de nomes Fausto d´Elhuvar e João José descobriram na Califórnia um ácido idêntico ao ácido túngstico que reduziram com carvão vegetal e isolaram pela primeira vez o tungstênio como metal.

Contudo, o início do tungsténio na indústria global veio a verificar-se apenas no final do século XIX. A sua aplicação verificou-se quando passou a ser combinado com outros metais, particularmente com o aço rápido, que surgiu no início do ano de 1900.

Os principais depósitos de tungsténio dividem-se por países diversos como Rússia, Alemanha, Estados Unidos ou Portugal, sendo que 75%. deles encontram-se na China.

Entre outras coisas, o tungstênio é utilizado no fabrico de luzes incandescentes, peças aeroespaciais e na indústria de joalheria.

 

Características

O tungstênio é um metal do mais sólido que existe, cujo ponto de fusão se aproxima dos 2780º C, apresenta-se com coloração branco-acinzentado, é quatro vezes mais duro que o titânio, dez vezes mais duro e duas mais brilhante que o ouro, cinco vezes mais duro que o aço e é considerado pelos peritos como o único metal com brilho permanente, o que quer dizer que a aliança se manterá intacta por toda a vida.

A consistência e rigidez, a extrema durabilidade e a enorme resistência a riscos, amassadelas e deformações faz com que a aliança de tungstênio seja apreciada pelos casais de hoje.

 

Vantagens

Esta aliança é reconhecida pela sua beleza particular, apesar de este não ser o único factor que o casal deverá considerar no momento da escolha, e também por garantir o melhor custo-benefício relativamente a outros materiais, como já foi referido.

Mesmo quando banhada com outros metais, o forte, maravilhoso e duradouro brilho das suas cores que não escurece nem mancha facilmente, mantém-se sem merecer um único reparo, o que significa que a aliança não necessita de ser constantemente polida.

Como também já foi dito, a aliança de tungstênio não segue a tradição, a sua configuração é moderníssima e de diversas cores.

Na loja Pime, caso seja a preferida, o casal poderá encontrar côres lindíssimas, designadamente dourada, preta, prateada ou preta-dourada.

Alianças de casamento
Desvantagens

Pelo que sabemos, elas existem efectivamente, mas são poucas.

Como dissemos anteriormente, o tungstênio é o metal mais duro do mercado, motivo pelo qual é altamente resistente a riscos. Também como, devido à dureza deste material, o mesmo é de difícil manipulação.

No entanto, o tungsténio pode quebrar se, por exemplo, bater contra superfícies muito duras.

Pelo que fomos lendo e ouvindo, não está cientificamente comprovado que existem elementos de ligação entre o tungstênio e a contaminação do solo como muitos afirmam, pelo que, até prova em contrário, não devemos converter caprichos, dúvidas ou contradições em desvantagens de e/ou para quem quer que seja.

Esperamos que os nossos leitores e clientes tenham gostado das dicas que aqui deixamos. Como sempre, foi um gosto!

Poderá ainda visitar o nosso Catálogo de Alianças em Tungsténio directamente na nossa loja online.